Após lucro de R$ 14,6 bi do Itaú, bancários negociam emprego nesta sexta

Depois que o Itaú anunciou o lucro de R$ 14,62 bilhões em 2011, o maior da história do sistema financeiro nacional, ao mesmo tempo em que fechou 4.058 postos de trabalho, a Contraf-Cut, federações e sindicatos retomam nesta sexta-feira, 10, as negociações permanentes com o banco, em São Paulo.
Trata-se da primeira rodada em 2012 e será marcada pela entrega da minuta espec ífica de reivindicações dos funcionários do banco, definida no Encontro Nacional realizado nos dias 14 e 15 de dezembro de 2011.
Emprego
O principal ponto da pauta é a garantia do emprego. O Itaú tem causado milhares de demissões pelo pa ís afora. Não é à toa que o banco foi o campeão de reclamações no ano passado junto ao Sindec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor). A pressão do movimento sindical é por mais contratações e pelo fim da rotatividade.
Condições de trabalho
O respeito à jornada de trabalho também estará na pauta. O Itaú implantou um projeto piloto em São Paulo e em Curitiba, com agências funcionando das 8h às 20h.
O fim das metas abusivas e da venda de produtos pela área operacional é outra questão prioritária nos debates com o Itaú.
Saúde, previdência complementar e segurança
Outros assuntos que estão na ordem do dia são: previdência complementar para todos os funcionários, melhoria do plano de saúde (médico e odontológico), bem como segurança contra assaltos.
Nesta quinta-feira, 9, a Folha de S.Paulo publicou longa reportagem sobre a retirada de portas giratórias em agências do banco, o que aumentará a insegurança e o risco a que estão expostos trabalhadores e clientes.
Fonte: Contraf-Cut

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content