Cerest e Sindban fecham agência do Bradesco

A agência do Bradesco da Avenida Carlos Botelho foi fechada na manhã desta quinta-feira, 06/01. Dois bancários foram diagnosticados com covid-19, mas o banco não havia cumprido os protocolos sanitários.

Assim, diretores do Sindicato dos Bancários de Piracicaba (SINDBAN) foram até a agência para conversar com a gerente administrativa. O Sindicato também chamou os fiscais do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

Ao saber do que estava acontecendo, imediatamente os fiscais lavraram uma notificação para que a agência fosse fechada até que os protocolos sanitários, incluindo a sanitização da agência, fossem tomados.

“Não podemos colocar em risco os bancários que ali trabalham e os clientes que precisam de atendimento, sobretudo em um momento de retomada das infecções. Hoje, a imprensa noticiou que 58% dos casos de covid-19 são da nova variante ômicron. Isso nos preocupa muito”, comentou José Antonio Fernandes Paiva, presidente do SINDBAN.

Retorno – O Cerest só vai autorizar a reabertura da agência do Bradesco depois de apresentação do laudo de sanitização da agência.

O Cerest considera os bancos ambientes de alto risco de contaminação por conta da grande circulação de pessoas e do ar-condicionado que pode facilitar a proliferação do vírus da covid-19.

Santander – A agência da Vila Rezende do Santander também foi fechada nesta quinta-feira. Ao saber de um caso de contaminação, o próprio banco já seguiu os protocolos sanitários.

Tanto os bancários do Bradesco quanto do Santander estão trabalhando em home-office até que sejam autorizados a voltar para as agências.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content