.: Sindicato fiscaliza agências do BMB

Na manhã desta quarta-feira, 31/3, o Sindban realizou fiscalização nas duas agências do Banco Mercantil do Brasil (BMB). Contrariando o decreto municipal que determina que os bancos funcionem apenas com o autoatendimento, o BMB estava obrigando os funcionários a atenderem os clientes nessa área.

O Sindban foi até as agências para conversar com os gerentes para que eles cumprissem o decreto municipal. Também chamou os fiscais do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) que lavraram um termo de interdição ao banco.

O documento cita o descumprimento do BMB ao Decreto Municipal 18.653/2021 “que estabelece apenas autoatendimento nos bancos em tempos de pandemia do coronavírus”. Os fiscais determinaram que os bancários ficassem apenas em trabalho interno, sem contato com os clientes.

Desobediência – O Sindban recebeu a informação que, infelizmente, a direção do banco descumpriu o Decreto Municipal e também a notificação do Cerest e colocou a saúde dos seus empregados em risco, obrigando-os a voltar ao atendimento presencial na área dos caixas eletrônicos.

O Sindban vai buscar a medidas legais cabíveis para punir o banco e os seus responsáveis.  Segundo o presidente do Sindicato, José Antonio Fernandes Paiva, “é um absurdo o banco desrespeitar a lei e ainda colocar em risco os seus funcionários em uma demonstração de que o lucro está acima da vida. Não há mais leitos de UTIs para o tratamento de Covid em Piracicaba. Essa atitude do BMB é desumana”, concluiu.

Youtube

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente