.: SindBan recebe regional do Banco do Brasil para tratar do Movimento Dinâmico integrado

SindBan recebe regional do Banco do Brasil para tratar do Movimento Dinâmico integrado

Nesta semana o Banco do Brasil iniciou no sudeste a implantação do MDI (Movimento Dinâmico Integrado) processo semelhante ao Posto de Serviço Operacional, e ao sistema existente em alguns bancos privados. Por isso, na manhã desta quinta-feira o Sindicato dos Bancários de Piracicaba recebeu a presença da Superintendente Regional do Banco do Brasil, Elaine Sigolo Neves e do assessor Glauco Augusto Moretti.

O Movimento dinâmico Integrado segundo os representantes foi comunicado pela Banco Brasil na última terça-feira, de acordo com Elaine essa iniciativa tem por objetivo melhorar os atendimentos nos dias de grande fluxo em algumas agências. A Superintendente completa ainda que a gestão desse sistema será realizada pela própria regional e que os gerentes de cada agência é que posicionarão quais os dias de “Pico” e de “Vale” de suas praças. “Todo esse processo teve um estudo prévio do banco que analisou e verificou que algumas agências tem um formato enxuto “e excedentes de funcionários” de acordo com eles teriam condições em determinadas ocasiões de ceder funcionários para praças com grande fluxo”, comenta Elaine.

Ainda segundo os representantes as agências e os gerentes serão consultados e a mediação e escolha do funcionário que irá realizar esse trabalho em outra praça será acordado com ele. Caso isso ocorra segundo o Banco do Brasil sendo num dia em que o funcionário já se encontra locado em sua agência haverá a ressarcimento das despesas referentes a deslocamento.

De acordo com o Presidente do SindBan, José Antonio Fernandes Paiva, esse é um processo que gera receio tanto no sindicato quanto nos bancários, e que a sua implantação não foi previamente comunicada ao movimento sindical porém a conversa com a regional com Sindban reforça que o diálogo está aberto. “É claro que todo processo que pode gerar uma mudança é complicado, porém como essa é uma decisão do BB temos que verificar o andamento, ver as ocorrências e o funcionamento dele implantado, por isso, já combinamos com a Elaine que em 30 dias iremos sentar novamente e conversar sobre como foi para os bancários esse processo. Nós enquanto sindicato já estamos preparados para acompanhar todos os processos, e sempre prezando pelo melhor dos bancários”, completa.

O vice-presidente do SindBan e bancário do BB, Paschoal Verga Junior comenta que o BB precisa agir para resolver os problemas, “com essa plataforma o banco continua não resolvendo o maior problema do atendimento que é a falta de bancários, visto que ainda não foram repostos os efetivos que saíram na processo de PDV e reestruturação”, afirma.

Como funciona

A plataforma MDI irá analisar tempo de fila, quantidade de funcionários, de forma similar ao PSO.  

PICO – A agência que recebe um alto fluxo de clientes em um determinado dia, e/ou período e tem efetivo insuficiente para realizar com eficiência todos os atendimentos.

VALE – Agências com menos fluxo de clientes e com excedente de efetivo.

(O acionamento do período de pico pode ser verificado em um mesmo dia, ou seja, caso a Agência X verifique durante o andamento da manhã um alto fluxo esse movimento pode ser solicitado).

Não haverá transferências ou realocação, de acordo com o BB, o funcionário deslocado não pode permanecer em trânsito (outra praça) por mais de 59 dias. Caso mesmo após esse período a agência continue em pico e necessitando de funcionários será utilizado o MDI, mas outro bancário será destinado a função.

O processo visa que os interessados espontâneos poderão fazer o transito para as praças com pico, porém o banco se reverte ao direito de não havendo interessados serem feitas as indicações dos disponíveis para compor a plataforma.

Posição do SindBan

O SINDICATO entende que essa é sim, mais uma medida paliativa do Banco, e que uma mudança como essa tem o o risco de abrir precedentes para um processo de implementação da Reforma Trabalhista, com por exemplo a utilização de contratos de trabalhos intermitentes, Terceirização, e trabalhador itinerante. O SindBan não foi submetido a decisão, visto que a conversa com a Regional teve título de informação e ciência. Vale lembrar que caso o assunto fosse submetido a discussão com o sindicato, sem dúvidas seria necessária a anuência dos colegas do BB para decidir, mas isso não ocorreu.  

O SINDICATO sempre entendeu que a solução para os problemas de grande fluxo, demora no atendimento, e reclamação dos clientes, passa sempre pela contratação de mais funcionários, além da necessidade de rever métodos de promoção, avaliação, transferências.

O SINDICATO estará captando dos Bancários as eventuais manifestações de desconforto dos COLEGAS, e colocará toda sua estrutura para que os Direitos dos nossos associados sejam preservados.

Bruna Togni MTB 081055/SP

.: Veja Mais

Seminário Regional dos Bancários

TEMPO REAL: Seminário Regional dos Bancários começa em Rio Claro

Imagem Indisponível

Contraf-CUT cobra melhores condições de trabalho para tesoureiros da Caixa

Imagem Indisponível

Gerentes do BB visitam SINDBAN

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente