.: SINDBAN recebe novo superintendente regional do Banco do Brasil

 A diretoria do SindBan (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região) recebeu na tarde desta terça-feira (26/9) em sua sede, o novo superintendente regional do Banco do Brasil, o pernambucano José Eduardo Pereira Lima e o assessor Renan Mateus Bortoleto.

O superintendente, que é filiado ao sindicato pernambucano, disse que considera legítima a atuação das entidades de classe e que, apesar de ser o representante do banco, espera manter proximidade e diálogo com o SindBan.

Ele destacou que o cenário atual é de mudanças e certa fragilidade com relação aos direitos trabalhistas, mas que vai se empenhar para superar os conflitos e divergências. “É claro que cada um tem seu papel, mas entendo o relacionamento com o Sindicato e as entidades de representação como parte da história, por isso, tenho respeito, apreço e consideração pelo trabalho das entidades”, disse.

O superintentende responde por 54 agências em aproximadamente 30 cidades, que reúne um contingente de 600 funcionários, desde que as superintendências de Limeira e Piracicaba foram unificadas. Ao falar sobre a reestruturação do Banco do Brasil, ele explicou que foram criados os escritórios digitais, mas as agências físicas continuam existindo. A proposta, segundo ele, ainda passará por ajustes.

Com relação aos descomissionamentos, ele afirmou que foram mantidos os gerentes de diversas unidades, apesar da redução das funções, sendo que esses profisisonais serão utilizados em outras funções. Lima disse que ocorreram 10 descomissionamentos, mas ao mesmo tempo 25 ascensões e oito reaproveitamentos, além de 10 perdas de função por questão de desempenho.

Com relação às agências fechadas por sinistros, como a de Saltinho, o superintendente afirmou que não devem ser reabertas, mas que também não tem nenhuma informação de fechamento de outras unidades por motivo de reestruturação. E acrescentou que os escritórios digitais,como o de Piracicaba, vão oferecer atendimento por meio de ferramentas digitais, como APPs, e também visitas aos clientes.

O presidente do SindBan, José Antonio Fernandes Paiva explicou o trabalho desenvolvido na região e a composição da diretoria da entidade, que conta 70 sindicalistas, além de toda a estrutura de suporte à saúde do bancário, como a equipe médica com psicólogo, nutrionista, osteopata e assitente social.

“Nossa relação se baseia no diálogo e negociação, mas sabemos qual o papel do banco e atendemos a nossa base, que são os bancários. Atualmente, estamos numa corrida contra o tempo porque em novembro entra em vigor a Reforma Trabalhista, por isso estamos fazendo toda uma preparação para isso”, disse Paiva.

Os diretores apresentaram ao superintendente algumas demandas relacionadas ao BB, que foram enviadas ao SindBan, que serão analisadas pela Superintendência.

“Manifestamos a preocupação com o rumo que este governo tem dado ao Banco e, com certeza, o nosso Sindicato vai se manter vigilante na preservação dos diretores dos Bancários e, para isto, opta pela negociação sempre em primeiro plano, mas não abre mão da luta!”, disse Paiva.

 

 

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

COE Itaú Unibanco discute unificação das fundações de previdência

Imagem Indisponível

HSBC reduz juros no crédito à pessoa física

Imagem Indisponível

Sindicato promove Assembléia para compra de imóvel

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente