.: SindBan instala porta giratória cenográfica no BMB

06/07/2017 - 16:40

Equipamento fez parte de uma ação do SindBan, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (6)

Pela primeira vez, após 9 meses desde a abertura do posto de atendimento do Mercantil do Brasil, na Praça José Bonifácio, clientes passaram por uma porta giratória para entrarem na unidade. Porém, um dos principais itens de segurança das agências bancárias, obrigatório em Piracicaba, por força da Lei municipal, era de madeira e durou apenas algumas horas. O equipamento cenográfico fez parte de uma ação do SindBan (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região), que aconteceu na manhã desta quinta-feira (6).

Com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do aparelho, a instituição confeccionou uma porta giratória e levou até o posto de atendimento. No local, diretores sindicais distribuíram chá de gengibre, pipoca e uma carta aberta à população. A ação contou ainda com a parceria da Evolut e da Enfermap, que disponibilizaram uma enfermeira e duas técnicas de enfermagem para aferirem a pressão da população. Segundo a diretora e secretária de Saúde do SindBan, Olivia Brossi, a mobilização buscou a sensibilização dos clientes.

“Fizemos o ato com o objetivo único de alertar para o risco da segurança. Escolhemos uma forma de prestar um serviço para a população e encontrar uma maneira de dialogar com eles, mostrando que nossa reivindicação não é apenas para a categoria bancária, mas para todas as pessoas que utilizam o banco”, comentou. Segundo o Banco Mercantil do Brasil, a falta de cofre justifica a ausência do aparelho. Porém, o SindBan notificou a direção, a fim de ter acesso ao Plano de Segurança, protocolado junto a Policia Federal. Para o diretor do SindBan, Ubiratan Campos do Amaral, a porta giratória inibe ações de bandidos.

“Não é que o aparelho vai resolver todos os problemas de segurança das agências, mas ele inibe ações de bandidos, que procuram locais mais vulneráveis. Este posto está vulnerável. Além disso, tivemos dois casos, só nos últimos 15 dias, de clientes que entraram armados na unidade”, comentou o dirigente sindical. Após a ação, o presidente do SindBan, José Antonio Fernandes Paiva, comunicou que o Sindicato fechará a agência caso o banco não tome providências. “Nós temos uma Lei, ela precisa ser cumprida. A justificativa do banco não é plausível. Estamos falando de um posto de atendimento com as mesmas dimensões de uma agência e uma rotatividade enorme de clientes”, explicou.

Carro Forte

O SindBan relatou, também, o não cumprimento da Lei que determina que os carros-fortes devem prestar serviço aos bancos apenas nos horários em que não houver atendimento ao público. “É notório o desrespeito por parte das transportadoras de valores. Enquanto fazíamos o ato, um carro-forte parou para descarregar. Mais uma vez, a Prefeitura é conivente com a burla da Lei”, explicou o diretor do SindBan, Ubiratan Campos. 

Marina Mattus - MTB: 0083471/SP

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

TST condena Banpará a indenizar bancário por transporte ilegal de valores

Artigo - Lei que proíbe mães de amamentar em público é boato

Campanha contra a terceirização percorre todo o país

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente