.: Previdência: idade mínima de 65 anos é só o começo

O aumento da idade mínima para 65 anos, igualando homens e mulheres, prevista na reforma da Previdência proposta pelo governo Temer, pode também estabelecer uma espécie de “gatilho” que permitiria elevar ainda mais o piso da idade, conforme o crescimento da sobrevida média

Sobrevida média corresponde à quantidade de anos de vida da população após a aposentadoria.

A fórmula de acionamento do gatilho, segundo veiculado em alguns jornais, deve levar em conta mais de um cenário, e ainda terá definido o intervalo que estabelecerá o aumento da idade mínima para dar entrada na aposentadoria.

A reforma que será apresentada pelo governo Temer também deve propor a elevação do tempo mínimo de contribuição (atualmente de 15 anos para aposentadoria por idade) para 25 anos, e vincula o pagamento integral do benefício a um período maior de contribuição, entre 45 e 50 anos.

O governo Temer recuou da sua intenção inicial de enviar ainda em setembro o texto da reforma da Previdência para o Congresso e adiou a apresentação para novembro, após o segundo turno das eleições municipais. 

SP Bancários

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

Bancários de Piracicaba lembram Dia Internacional de Prevenção às LER/Dort

Imagem Indisponível

Bancários do Santander cobram adicional de PLR e retomada de negociações

Imagem Indisponível

Bancos privados são os que menos emprestam, mostra consultoria

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente