.: Plenária de esclarementos sobre o plano de reestruturação do Banco do Brasil

Reestruturação

Plenária do BB tem adesão presencial e online

Ação inédita do Sindban levou aos bancários informações importantes sobre o Plano do Banco do Brasil que fecha agências, muda funções e estimula aposentadorias

Dúvidas, muitas dúvidas. A presença expressiva de bancários e a participação registrada através da rede social do Sindicato dos Bancários de Piracicaba comprovaram efetivamente o impacto que o Plano de Reestruturação anunciado do Banco do Brasil vem causando na categoria.

O Sindban promoveu, nesta terça-feira (6), uma plenária de esclarecimentos, com a presença de Jeferson Boava, membro da Comissão de Empregados do Banco do Brasil e de Deborah Negrão, conselheira da Previ, que trouxeram diversas interpretações sobre as regras do Plano e apontaram duas situações importantes: Boava não descarta a possibilidade de greve para que as medidas não sejam implantadas à fórceps e Deborah indica que toda a reestruturação prepara a privatização Banco do Brasil.

Foram mais de quatro horas de plenária com dúvidas que atingem principalmente os bancários que não estão enquadrados nas condições de aposentadoria, uma das metas inclusas no Plano definido pelo PEAI (Programa Emergencial de Aposentadoria Estimulada). O centro de comunicação do Sindban preparou um material composto de perguntas e respostas baseado na exposição dos palestrantes (veja abaixo).

A iniciativa inédita de transmissão ao vivo com interação online foi aprovada pelos bancários. Mais de 2000 pessoas forma alcançadas, 20 bancários remeteram perguntas durante a transmissão e em média acompanharam ao vivo a plenária.

Perguntas e Respostas

Pergunta - Foram realizadas diversas reformas nas agências do Banco do Brasil na Vila Rezende e na Rui Barbosa, qual foi o critério da administração em gastar dinheiro com a reforma e depois encerrar as unidades? (Pergunta realizada pela bancária Marcela Martins – BB Vila Rezende)

Resposta: “Quando o banco apresentou que nós teríamos agências no Estado de São Paulo que seriam incorporadas e os funcionários seriam relocados em outra agência, o banco disse que não haveria nenhuma perda de posto. O banco está descumprindo aquilo que foi discutido em mesa de negociação. Esse cronograma de fusão iria acontecer até dezembro de 2017, haveria reformas, incorporação de agências. O que eles estão apresentando agora é uma desorganização, não organização”, comentou membro da Comissão de Empregados do Banco do Brasil, Jeferson Boava.

Pergunta - O assistente que terá seu desligamento de função (com VCP) em 01/02/20217, não terá respaldo no art.468 das CLT, tendo em vista que haverá efetivo prejuízo ao funcionário? (Pergunta realizada pelo internauta Flavio Marcos Francisco)

Resposta: Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Piracicaba, José Antonio Fernandes Paiva, a resposta para a pergunta pode ser encontrada no parágrafo único do art. 468, que dispõe da seguinte forma: ‘Não se considera alteração unilateral e determinação do empregador para o que o respetivo empregado reverta ao cargo efeito, anteriormente ocupado, deixando o exercício da função’. “Caso o funcionário se sinta lesionado, ele pode e deve procurar o Sindicato, assim podemos tomar as medidas legais cabíveis para o caso”, comentou Paiva.

Pergunta – Será dada a preferência a funcionários excedidos na mesma praça ou poderá ter concorrência de qualquer lugar? Em agências com excesso na lotação total, caso haja vagas em determinada função, como ocorrerá o preenchimento da vaga? Externamente por lateralidade ou diminuição do excesso por promoção? (Pergunta realizada pelo internauta Felipe Berto)

Resposta: “Os funcionários que terão as agências fechadas precisarão concorrer com o Brasil inteiro, mas é importante ressaltar que esse processo de concorrência de lateralidade parece que é um algo que o banco está apresentando para nós neste momento. Não é. A concorrência de lateralidade já foi um processo de construção de outras restruturações que nós passamos pelo banco e em debate feito em mesa, apresentando pelo movimento sindical, se não, o impacto poderia seria muito maior.”, explicou Boava. Em relação ao excesso na agência, Boava comentou que essas vagas não vão para concorrência, o funcionário que permanece é indicado entre os bancários da própria agência. “A nossa sugestão é que a seleção seja feita pela classificação do TAO, sem interferência do Comitê”, comentou.  

Pergunta - Se eu perder o meu cargo, eu sou gerente de serviço, aonde eu serei alocada? (Pergunta realizada pela bancária Cristina – BB de Tiête)

Resposta: “Você será locada na mesma cidade, isso foi uma conquista nossa, principalmente em 2009, quando houve a incorporação no banco Nossa Caixa com o Banco do Brasil. Naquele momento nós garantimos que os postos efetivos pudessem ficar com excedente na praça”, explicou Boava.

 

O SindBan vai buscar respostas para todos os seus questionamentos. Mande a sua dúvida para:

sindicato@bancariosdepiracicaba.com.br

Facebook: www.facebook.com/bancariosdepiracicaba

Telefone: 3417-1333

 

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

Ana Botín é nomeada para ser nova presidente mundial do Santander

Imagem Indisponível

Bancários cobram explicações do Itaú sobre política de rotatividade

Paiva participa de seminário para prefeitos e vereadores eleitos

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente