.: Piracicaba mostrou sua cara: 3 mil pessoas foram às ruas contra as Reformas

02/05/2017 - 17:30

As diferenças coloriram as ruas e foram para luta na última sexta-feira (28), dia de Greve Geral por todo o Brasil

Branco, preto, pardo, jovem, idoso, bancário, professor, metalúrgico, comerciante e estudante. As diferenças coloriram as ruas e foram para luta na última sexta-feira (28), dia de Greve Geral por todo o Brasil. Em Piracicaba, cerca de 3 mil pessoas participaram das manifestações, 42 entidades, entre elas o SindBan (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região), se uniram para lutar por uma bandeira: os direitos previdenciários e trabalhistas da população brasileira.

Os protestos começaram de madrugada. Trabalhadores do transporte público da cidade se mobilizaram nas garagens piracicabanas e paralisaram a circulação dos ônibus até às 11h. No centro da cidade, o comércio permaneceu fechado até às 14h. Professores municipais e de escolas privadas também participaram das manifestações. Com duração de 6 horas, a passeata começou, oficialmente, às 8h00, na avenida Armando Salles de Oliveira e teve seu encerramento, com falas oficiais, na frente do prédio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), às 14h.

As palavras de ordem ficaram por conta de juventude. Estudantes e militantes do movimento Levante Popular da Juventude e das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo transformaram música em protesto. Seguindo o som do tambor, a população cantou contra a retirada de direitos conquistados com anos de luta. Para o estudante e militante do Levante Popular da Juventude, Frodo, as ações promovidas pelo movimento não ganham visibilidade nas grandes mídias.

“Se não chega na imprensa, não chega para a população. Durante o mês passado, vários estudantes paralisaram aulas para protestar contra as Reformas propostas pelo Governo Federal. Nós, jovens, estamos na luta e vamos continuar nela. Não só estudantes das escolas municipais e estaduais estão desenvolvendo atividades, mas também universitários da Unimep  (Universidade Metodista de Piracicaba) e da Esalq-Usp (Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) também estão na luta”, comentou.

Segundo o presidente do SindBan, José Antonio Fernandes Paiva, mais de 40 agências bancárias aderiram ao movimento. “Existe uma tendência midiática de criminalização dos movimentos sociais e alienação das reais consequências das Reformas. Há mais de 100 mudanças na CLT, mas a única coisa que se noticia é o fim da contribuição sindical. Os dirigentes sindicais levaram informações e material para as agências, conversaram com os bancários sobre as reais mudanças e foram essas explicações que fizeram a categoria aderir ao movimento”, comentou.

“Aberrações jurídicas”. Para o presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba e advogado previdenciário, Matheus Erler, esse é o verdadeiro nome para as propostas apresentas pelo Governo Federal. O Legislativo piracicabano lançou, em conjunto com o Conespi (Conselho das Entidades Sindicais de Piracicaba), a campanha ‘Reforma da Previdência Não’. “Uma pessoa que se aposenta hoje com 55 anos de idade e 35 anos de serviço não mais se aposentará. O Congresso, que não me representa, aprovou uma Reforma Trabalhista absurda. Não são necessárias Reformas, mas sim um desmonte da corrupção”, comentou o vereador.

Se por um lado os jovens fizeram gritos ecoarem pelas ruas piracicabanas, a velha guarda da militância proporcionou a troca de experiência e aprendizado. Um dos primeiros militantes do Movimento dos Favelados de Piracicaba, Luiz Souza, o Luizinho, discursou sobre sua militância para os jovens. “Eu nunca concordei com as coisas conservadores, gosto das mudanças que sejam para melhor. A luta está no meu sangue, desde 1978 eu participo de protestos e lutas sociais. Espero que isso nunca morra”.

Marina Mattus - MTB: 0083471/SP

.: Veja Mais

SindBan informa bancários da CEF sobre proposta da Fenaban

Imagem Indisponível

Bancários trabalham mais para remunerar acionistas, aponta Dieese

Imagem Indisponível

Bancários do Santander se preparam para as negociações

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente