.: Para a CUT, censura à Folha Bancária agride liberdade de expressão

  
A CUT - Central Única dos Trabalhadores repudia a censura ao jornal "Folha Bancária", que circula desde 1939 e nem na época da Ditadura Militar foi vítima de uma agressão à liberdade de expressão como a que ocorreu nesta quinta-feira, dia 4, quando foi recolhido por oficiais de justiça.

A Folha Bancária, que tradicionalmente expressa a posição política da diretoria do Sindicato dos Bancários de São Paulo na última edição antes das eleições, foi censurada a pedido da coligação do candidato José Serra (Avança São Paulo - PSDB, PSD, DEM, PV e PR). Os advogados da coligação entraram com uma ação na 1ª Zona Eleitoral de São Paulo solicitando o recolhimento do jornal e a retirada da versão online no site do sindicato e foram prontamente atendidos.

O motivo da censura foi a última página do jornal, que tinha uma reportagem com as propostas e o histórico dos candidatos que lideram as pesquisas de intenção de voto à sucessão na cidade de São Paulo: Russomano, Serra e Haddad. E como tradicionalmente faz, tinha uma declaração de apoio da maioria da direção executiva do Sindicato a Fernando Haddad, do PT. Para a juíza Carla Themis Lagrotta Germano, que assinou a representação que previa até mesmo arrombamento - "se necessário" -, a "matéria denigre a imagem" de Serra.

Para a CUT, a decisão usurpa o direito de informação dos/as trabalhadores/as. É uma hipocrisia achar que a mídia é isenta e suas reportagens não têm lado. Têm sim, estão do lado da Casa Grande. Provas desta afirmação estão em todas as edições dos jornais e revistas que, especialmente, em períodos eleitorais deixam absolutamente claras as suas escolhas pelos candidatos "a", "b" ou "c". 

Por que nós não podemos assumir publicamente que também temos lado e o nosso lado é totalmente oposto aos deles porque estamos do lado da classe trabalhadora, dos oprimidos, dos que não têm espaço nos grandes jornais?

A CUT sempre defendeu a liberdade de expressão, o direito de todos os cidadãos manifestarem suas opiniões, ideias e pensamentos, sem serem vítimas de um ato tão imoral quanto a censura.

Assim como a CUT, a qual é filiado, o Sindicato dos Bancários tem quase 90 anos de existência e sempre lutou pela democracia e pela liberdade de expressão. Para nós CUTistas não basta apenas lutar por melhores salários, é preciso lutar também por cidadania. 

Representamos cidadãos que sofrem diariamente com a ausência de políticas públicas municipais como, por exemplo, saneamento básico, transporte, habitação, saúde e segurança e cumprimos nosso papel lutando também por melhorias nas cidades, nas comunidades, nos bairros onde esses/as trabalhadores/as que representamos passam a maior parte de suas vidas. 

A CUT sempre denunciou políticos de todos os partidos que votaram contra os interesses dos trabalhadores e fez manifestações em momentos importantes da história política de São Paulo e do País. Não vamos abrir mão do nosso direito sagrado de pressionar para o avanço no campo democrático popular.

Direção Executiva da CUT


Fonte: CUT

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

1º de Maio: Festa ou Reflexão?

Imagem Indisponível

23º Congresso Nacional dos Funcionários do BB começa hoje

Imagem Indisponível

Prefeitura apresentará no Conseg projeto para crianças de rua

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente