.: Pagamento da promoção por mérito será no dia 20 de fevereiro

Questionada pelos representantes dos trabalhadores, a Caixa Econômica Federal confirmou para o dia 20 de fevereiro o pagamento dos valores referentes à promoção por mérito 2018, tendo como ano base 2017, retroativos a janeiro. Os chamados deltas são uma conquista da luta dos empregados do banco na Campanha Nacional Unificada dos Bancários de 2008.

A sistemática de promoção por merecimento está assegurada no Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018 e prevê pontuação final de até 70 pontos, resultante do somatório dos pontos nos critérios Frequência ao Trabalho, PCMSO, Horas de Capacitação, Iniciativas de Autodesenvolvimento e Indicação de Empregado na Unidade.

Todos os anos nas mesas de negociação nós nos mobilizamos para novas conquistas e para manutenção. Uma das mais relevantes que conquistamos ao longo dos anos foi a promoção por mérito, isso é de extrema importância para os trabalhadores do banco e resultado de um longo processo de negociação, lembra o Ubiratan Campos do Amaral, dirigente sindical e bancário da CEF.

Em 2014, por exemplo, o banco não discutiu a sistemática, e somente com a pressão dos empregados foram garantidos o pagamento de um delta para todos os promovíeis e a inclusão da sistemática no ACT 2015/2016. Em 2015, a Comissão Paritária do Plano de Cargos e Salários debateu as regras da promoção por merecimento, que trouxeram avanços significativos. A mesma sistemática adotada em 2015 foi assegurada também para 2016, com pagamento dos deltas em janeiro de 2017.

Após a campanha salarial do ano passado, a sistemática foi mantida para a promoção por mérito 2018, ano base 2017. Os critérios objetivos foram distribuídos da seguinte forma: 20 pela conclusão de 30 horas anuais de módulos da Universidade Caixa, cinco pontos pela participação no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e outros 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon).

A sistemática também considera critérios subjetivos, que garantiram até 20 pontos. Cada empregado indica de dois a oito empregados da sua unidade (preferencialmente da sua equipe) que atenderam aos critérios de avaliação como relacionamento no ambiente de trabalho e contribuição para a solução de problemas. A distribuição dos 20 pontos variou em função do número de indicações, que tiveram relação com o número de indicações recebidas. Foi garantida também a pontuação extra de 10 pontos para iniciativa de autodesenvolvimento.

 

SP Bancários - Com Edições - Bruna Togni - MTB 81055/SP

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

Caixa exclui 2.912 empregados da promoção por mérito, mas promete solução

Imagem Indisponível

Greve dos bancários cria ''racha'' na Fenaban

Imagem Indisponível

Comando cobra mais segurança, mas bancos não priorizam proteção à vida

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente