.: Orientação é privatizar 'o que for possível', diz indicado para presidência do Banco do Brasil

Rubem Novaes foi indicado para o cargo por Paulo Guedes e esteve no gabinete de transição nesta quinta (22). Segundo ele, não haverá privatização 'total', somente de 'braços' do banco.

 

O economista Rubem Novaes, indicado para a presidência da Banco do Brasil, afirmou nesta quinta-feira (22) que a orientação é privatizar "o que for possível".

Novaes foi indicado para o cargo pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e esteve no local onde funciona o gabinete de transição, em Brasília.

Segundo ele, não haverá privatização "total" do Banco do Brasil, mas, sim, de "braços" do banco.

"A orientação é eficiência, enxugamento e privatização do que for possível", afirmou.

"[Privatização] total, não. No caso do Banco do Brasil, até agora, não há nenhuma decisão de privatizar", acrescentou o economista.

Atualmente, o Banco do Brasil tem subsidiárias que atuam em setores como seguros, administração de cartões, investimentos e participações.

Segundo Rubem Novaes, a ideia é tornar o banco mais competitivo e de maneira "enxuta".

Ipea

Indicado para a presidência do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o economista Carlos von Doellinger também esteve no gabinete de transição nesta quinta-feira e, ao deixar o local, disse que Paulo Guedes pediu a ele mais "protagonismo" para a instituição.

"É uma assessoria poderosa que ele quer usar focada na avaliação de políticas públicas, na parte fiscal, de contas públicas. [...] A ideia é usar o Ipea exatamente como um apoio forte no Ministério da Economia", afirmou.

Na avaliação de Von Doellinger, o instituto ficou "meio marginalizado" nos últimos anos. O economista afirmou que a instituição terá papel mais propositivo no novo governo.

G1 piracicaba

.: Veja Mais

Reforma da Previdência: O que você precisa saber

Bradesco entra na lista dos que mais demitem, juntamente com Itaú e HSBC

Bradesco aumenta lucro para R4 2,8 bi no trimestre, mas fecha 571 postos de empregos

Santander demite mais dois em Piracicaba. Em dois dias, oito funcionários foram dispensados

Sobe para oito o número de funcionários demitidos pelo Santander

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente