.: Governo recua e adia votação da Reforma da Previdência

Suspensão pode ser considerada uma vitória antecipada da classe trabalhadora; mobilização deve continuar

O governo não tem votos suficientes para aprovar a “Reforma da Previdência” e decidiu retirar a proposta da pauta da Câmara dos Deputados, que tinha previsto a votação no próximo dia 6. O movimento sindical tinha decidido que, “se marcar a votação, o Brasil vai parar”.

Como não haverá votação na semana que vem, as centrais sindicais, CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB, decidiram suspender as mobilizações convocadas para o próximo dia 5. De acordo com a vice-presidente do SindBan Angela Savian o Governo só recuou devido o cenário mostrar uma derrota eminente. “Essa desistência do governo só foi possível graças as mobilizações das centrais sindicais e dos trabalhadores que reprovaram este projeto. Porém, essa recuada pode ser mais uma manobra traiçoeira, com a intenção de colocar a proposta em pauta de forma estratégica em um outro momento, por isso precisamos estar juntos e mobilizados para não acordarmos com um “presente de grego” deste governo golpista. Nós do movimento sindical temos que continuar nas ruas, conversar com nossas bases e mostrar que essa reforma será prejudicial para todos”, comenta Ângela.

Todas as Estaduais da CUT, todos os Ramos e todos os Sindicatos filiados à CUT devem continuar convocando e organizando os trabalhadores e trabalhadoras para que estejam preparados para parar, fazer greve de protesto e greve geral, exigindo a não votação desta reforma da Previdência que, na prática, acaba com a aposentadoria da classe trabalhadora. “Percebemos a ilegitimidade desse déficit quando o mesmo governo que afirma não ter condições de manter a previdência sem mudança renúncia há mais de R$ 40 bilhões ao ano para petrolíferas estrangeiras, a partir da aprovação da MP 795/2017. O governo quer tirar dos trabalhadores para continuar promovendo regalias aos grandes”, afirma Ângela.

O governo não tem votos suficientes para aprovar a “Reforma da Previdência” e decidiu retirar a proposta da pauta da Câmara dos Deputados, que tinha previsto a votação no próximo dia 6.

O movimento sindical tinha decidido que, “se marcar a votação, o Brasil vai parar”.

Como não haverá votação na semana que vem, as centrais sindicais, CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB, decidiram suspender as mobilizações convocadas para o próximo dia 5. De acordo com a vice-presidente do SindBan Angela Savian o Governo só recuou devido o cenário mostrar uma derrota eminente. “Essa desistência do governo só foi possível graças as mobilizações das centrais sindicais e dos trabalhadores que reprovaram este projeto. Porém, essa recuada pode ser mais uma manobra traiçoeira, com a intenção de colocar a proposta em pauta de forma estratégica em um outro momento, por isso precisamos estar juntos e mobilizados para não acordarmos com um “presente de grego” deste governo golpista. Nós do movimento sindical temos que continuar nas ruas, conversar com nossas bases e mostrar que essa reforma será prejudicial para todos”, comenta Ângela.

Todas as Estaduais da CUT, todos os Ramos e todos os Sindicatos filiados à CUT devem continuar convocando e organizando os trabalhadores e trabalhadoras para que estejam preparados para parar, fazer greve de protesto e greve geral, exigindo a não votação desta reforma da Previdência que, na prática, acaba com a aposentadoria da classe trabalhadora. “Percebemos a ilegitimidade desse déficit quando o mesmo governo que afirma não ter condições de manter a previdência sem mudança renúncia há mais de R$ 40 bilhões ao ano para petrolíferas estrangeiras, a partir da aprovação da MP 795/2017. O governo quer tirar dos trabalhadores para continuar promovendo regalias aos grandes”, afirma Ângela.

 

Bruna Togni - MTB 81055/SP Com informações Contraf - CUT

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

Nossa Caixa define data do pagamento da PLR e das diferenças

Imagem Indisponível

Itaú-Unibanco lucra R$ 7,8 bilhões em 2008

Imagem Indisponível

Negociação com a Caixa será retomada na tarde desta quinta

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente