.: Economista discute Fundo de Pensão com empregados da CEF

Empregados da Caixa (Giret/Piracicaba) debateram a situação do fundo de pensão, principalmente, o equacionamento e o contencioso, com o economista do Dieese e ex-empregado da Caixa, Valmir Gongora, nesta terça-feira (24). O encontro faz parte de uma série de reuniões que a APCEF (Associação de Pessoal da CEF) está fazendo em parcerias com os sindicatos no Estado.

Esse assunto vem sendo discutido com o banco há anos. E junho, a Funcef (Fundação dos Economiários Federais) formalizou o pagamento do equacionamento do déficit de 2015.

Um dos principais fatores do déficit da Funcef é o contencioso, ou seja, o passivo trabalhista gerado pela Caixa, que vem sendo pago pela Funcef com o dinheiro dos participantes, que já representa um prejuízo de R$ 2,4 bilhões.

A maior parte das ações, segundo os dados do balanço, refere-se à função de confiança e CTVA. Diferentemente de ativos de investimentos, que podem se desvalorizar e recuperar valor, a saída de recursos por condenação judicial sem a integralização de reserva é perda sem retorno, literalmente prejuízo.

Nesta quarta-feira, a reunião ocorre na agência Piracicaba e na Gigov. 

.: Veja Mais

Executiva tem 1a. negociação com o Banco Nossa Caixa.

Imagem Indisponível

Setor bancário lidera ganhos no 1º semestre

Imagem Indisponível

Bancos multados em R$ 7,4 mi por insegurança

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente