.: Diretores do Sindicato preocupados com HSBC ser o banco mais exposto a perdas com Dubai

 

 

Márcio Rodrigo Pinto Altemir de Jesus Tomaz

Os diretores do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região, Márcio Rodrigo Pinto e Altemir de Jesus Tomaz estão preocupados com avaliação de analistas do JPMorgan Chase de que o HSBC é o banco mais exposto ao risco de ter perdas com a atual situação de crise em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O banco, segundo o JPMorgan, concedeu 17 bilhões de dólares em empréstimos em 2008. Segundo matéria publicada pela Bloomberg, os empréstimos e adiantamentos do HSBC a clientes nos Emirados Árabes totalizaram 15,9 bilhões de dólares ao fim do primeiro semestre de 2009, enquanto os depósitos ficaram em 19,3 bilhões de dólares no período.
Outro banco que também deve ter problemas é o Royal Bank of Scotland (RBS), a instituição que mais subscreveu empréstimos ao Dubai World, consórcio financeiro que atua em diversos setores, entre eles o imobiliário, e que tem procurado renegociar o pagamento de suas dívidas. O consórcio chegou a declarar que pretende solicitar a seus clientes a moratória de suas dívidas até março do ano que vem.
A situação também deve se complicar para o banco Standard Chartered, sediado em Londres. O Dubai World, após tomar mais de 70 empréstimos, adquiriu diversos ativos, dentre eles participações no casino MGM Mirage, nos Estados Unidos, e no banco britânico.

Ações
Tanto a turbulência em Dubai como as notícias da exposição do HSBC fizeram os papéis da companhia cair 7,6% na bolsa de Honk Kong. É a maior queda desde março deste ano.
Um analista do Goldman Sachs, Roy Ramos, estimou que as perdas potenciais de crédito do HSBC relacionadas com os Emirados Árabes pode chegar a 611 milhões de dólares. Ainda assim, segundo Ramos, o impacto sobre o banco deve ser “gerenciável”.
Segundo a Bloomberg, os bancos RBS e Standard Chartered também tiveram perdas em função das notícias vindas de Dubai. Na quinta-feira (26/11), as ações dos bancos caíram 7,8% e 5,8%, respectivamente, na bolsa de Londres.
Procurado pelo Portal Exame, o HSBC, através de sua asessoria de imprensa, informou ainda não haver posicionamento oficial do banco sobre o assunto. No entanto, os diretores do sindicato esperam que estes problemas enfrentados pelo HSBC no exterior não influencie no bom desempenho do banco no Brasil.

Vanderlei Zampaulo – MTb-20.124, com dados do Portal Exame


Youtube

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente