.: BB é denunciado ao MPT por ameaças contra direito de greve

Para intimidar os funcionários a não participar da greve que começou nesta quinta, 19, a direção do Banco do Brasil voltou a apelar para práticas antissindicais. Em dois boletins publicados em seu site de negociação coletiva, sob os títulos “Convite para Reflexão” de 12/9 e “Transparência para o debate” de 16/9, o BB assedia os bancários a não participarem da greve e, reitera, sob o pretexto de prestar esclarecimento, que pode demitir por ato de gestão.

Em 2012, o banco usou a mesma estratégia e a Contraf-CUT, após duas audiências com o MPT (Ministério Público do Trabalho), em dezembro de 2012 e fevereiro de 2013, conseguiu que fosse aberto processo investigativo por suspeita de prática antissindical, tendo em vista o assédio e a perseguição sofrida pelos funcionários que participaram da greve, com cancelamentos de férias e descontos de dias parados, não previstos na convenção coletiva, dentre outras práticas antissindicais.

Diante de mais essa prática ilegal do BB, a Contraf-CUT vai encaminhar as novas denúncias ao MPT, anexando os boletins publicados nas últimas semanas às provas de 2012, para mostrar que o banco persiste na mesma conduta contra o direito de greve do trabalhador.

Fonte: Contraf-CUT

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

Bradesco e Safra também vão ampliar licença-maternidade

Conselho Sindical Regional se reuniu no Sindicato dos Bancários

Imagem Indisponível

Mesa de negociações permanentes na Caixa será retomada nesta quinta

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente