.: BB: culpa de queixas ao BC é da direção, não dos bancários

11/05 - 10:45

Nos três primeiros meses de 2017, chamado de “ano do atendimento” pelo banco, instituição foi a mais reclamada no Banco Central; gestão Cafarelli, que impõe fechamento de agências, redução de quadro e aumento de sobrecarga, é responsável pela insatisfação

São Paulo – Chamado de “ano do atendimento” pela direção do Banco do Brasil, 2017 não começou nada bem para a instituição pública no que diz respeito à satisfação dos clientes. O BB foi o mais reclamado no primeiro trimestre em ranking divulgado pelo Banco Central, com 1.536 reclamações consideradas procedentes, o que resultou no índice 25,84. Após a divulgação da lista, o Sindicato recebeu diversas manifestações de bancários argumentando que a responsabilidade pelo elevado número de queixas é da direção, que fecha agências, reduz quadro de funcionários, sobrecarrega bancários, ao mesmo tempo em que aumenta a cobrança por metas.

“A responsabilidade pelas reclamações é claramente da gestão Cafarelli, não dos bancários. O resultado da equação menos agências, menos funcionários, mais sobrecarga de trabalho e maior cobrança por metas, principalmente após a mudança da GDP, só pode ser a precarização do atendimento”, critica o diretor do Sindicato e funcionário do BB João Fukunaga.

“Recebemos relatos de agências que receberam mais de duas mil contas PJ de outras unidades, fechadas ou não, sem qualquer aviso prévio. É óbvio que os clientes ficam insatisfeitos com a mudança abrupta. Isso sem falar no aumento da sobrecarga de trabalho e na falta de adaptações na estrutura física e no número de funcionários nas unidades para absorver aumento tão grande de demanda”, acrescenta.

Desmonte – No final de 2016, o BB anunciou seu plano de reestruturação, com o fechamento de cerca de 400 agências e conversão de outras 400 em postos de atendimento bancário. Além disso, o banco público reduziu seu quadro de funcionários em 10 mil bancários, que aderiram ao Programa Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI).

“Vivemos um verdadeiro desmonte dos bancos públicos. E as consequências desse processo são agências cada vez mais lotadas, bancários sobrecarregados, clientes insatisfeitos e a imagem da instituição prejudicada. É mais uma prova de que a gestão Cafarelli está totalmente no rumo errado está no fato de que, justo no ano escolhido para ser o `ano do atendimento´, o banco figure no primeiro lugar no ranking de reclamações ao BC por falta de condições de trabalho adequadas e decisões equivocadas da direção”, conclui Fukunaga.

O bancário que se sentir prejudicado pelo aumento da sobrecarga de trabalho ou pela cobrança abusiva por metas, deve denunciar ao Sindicato por meio dos dirigentes, pelo 3188-5200 ou via WhatsApp da entidade (97593-7749). 

 

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

Banco Central eleva projeção para a inflação neste ano e em 2012

Imagem Indisponível

Proposta: 7,5% para salários e 8,5% para tíquetes

Imagem Indisponível

SindBan doa leite para Fundação Jaime Pereira

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente