.: Bancários reivindicam PCR maior do Itaú Unibanco; nova reunião nesta quarta

A negociação entre a Contraf-CUT e o Itaú Unibanco realizada na última sexta-feira, 30 de abril, não trouxe boas notícias para os funcionários. O banco ofereceu R$ 1.600 para o Programa Complementar de Remuneração (PCR), somente R$ 100 a mais que os R$ 1.500 do ano passado.

Os representantes dos bancários rejeitaram a proposta, que mal repõe a inflação do período. Não vamos aceitar que o banco economize na remuneração dos bancários, enquanto gasta cada vez mais com os bônus de executivos. Os trabalhadores sofrem diariamente com a pressão pelo cumprimento de metas abusivas e com a insegurança gerada pela fusão e merecem serem valorizados neste momento.

Os bancários cobraram uma nova proposta da empresa, que deverá ser apresentada na próxima rodada de negociação, a ser realizada nesta quarta-feira, 5. Estamos debatendo com a direção do Itaú Unibanco há meses e sempre surgem outros temas na reunião. Queremos resolver todas as pendências importantes para os trabalhadores, mas agora chegou a hora de definir a participação nos lucros e resultados e queremos mais. É preciso mais transparência e valorização dos bancários.

Fonte: Contraf-CUT

.: Veja Mais

Imagem Indisponível

Bancários ajudam flagelados de SC

MP autoriza BB e Caixa a fazer aquisições de instituições financeiras até 2018

Imagem Indisponível

Em seu terceiro dia, bancários intensificam paralisação na região de Piracicaba

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente