.: Ação Saudável leva palestra para Bradesco Cerquilho

09/02/2017 - 15:53

Iniciativa do SindBan, que reúne profissionais da área da saúde para atender os bancários associados, levou psicológica para falar sobre assédio moral

“O assédio moral no trabalho procura desestabilizar o funcionário. Geralmente o assediado passa pelo processo de depressão e ansiedade generalizada, o que faz com que ele tome atitudes inadequadas em relação a sua própria saúde”. A fala da psicóloga do SindBan (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região), Nahara Ribeiro, retrata a realidade de muitos bancários.

Com o objetivo de sensibilizar a categoria sobre a importância da denúncia e o tratamento psicológico do assediador e assediado, a psicóloga realizou, na manhã desta quinta-feira (9), uma roda de conversa com os bancários da agência do Bradesco em Cerquilho. Com os profissionais sentados em círculo, para estimular a troca de opiniões, Nahara explicou que é necessário diferenciar o conflito do ambiente de trabalho com o assédio moral.

“O conflito está relacionado com divergências que precisam ser trabalhadas de maneira assertiva, entre os colegas de trabalho ou entre o gestor e os funcionários. No assédio moral, temos que cuidar do assediador, pois ele já está em um processo crônico de doença e ele precisa de um cuidado especial para que ele não produza mais consequências agressivas na vida do empregado”, explicou a profissional.

Segundo a diretora de Saúde do SindBan, Olívia Brossi, o problema não é a cobrança de metas, mas sim a forma que ela é feita. “Nós sabemos, como bancários, que nos bancos existem as cobranças de metas e que existe uma hierarquia, o gestor precisa administrar seus funcionários e estimulá-los a atingir os objetivos. Mas, a questão é como essa cobrança é feita, o modo que o gestor trata seus empregados é que define o assédio moral”, comentou.  

Em 2016, o ‘Perfil Bancário’, uma pesquisa realizada anualmente pelo SindBan, registrou que 20% da categoria afirmou ter sofrido assédio moral durante o ano. O Sindicato disponibiliza para os bancários associados profissionais da área da saúde. A iniciativa é denominada de ‘Ação Saudável’ e garante consultas com psicóloga, nutricionista e osteopata.

Para a diretora de Saúde, é muito importante oferecer todo o suporte necessário à categoria. “Nós oferecemos amparo para o assediado e o assediador, é importante que a categoria saiba que estes profissionais estão disponíveis para ajuda-los a melhorar o empenho profissional e qualidade de vida”, explicou Olívia.

 

Marina Mattus

.: Veja Mais

Caixa registra lucro líquido de R$ 3,5 bilhões no 1º semestre

SindBan recebe peça teatral sobre a vida de um bancário

Bancários são assediados durante paralisação

SINDBAN TV

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente